segunda-feira, 29 de junho de 2009

Out of nowhere

Mais um ensaio deste fotógrafo amador que vos fala.

Lugar Nenhum

Um comentário:

neo-orkuteiro disse...

Os versos são de grande regularidade rítmica. Usam trímetros anapésticos (af!) numa escanção invariável de nove sílabas. A quadra é mesmo de placa. Nem tanto como o milésimo gol real, mas de placa literalmente. Feliz a sua objetiva, Carlos, ao capturar.