quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Tubo de ensaio

Como diz a música do Barão Vermelho “O meu passatempo predileto é pensar, passo várias horas do dia só pensando”.
Em virtude disso, já há algum tempo eu bolei um experimento psicosociológico em minha mente que consistia no seguinte:
Eu chamo de A experiência da ilha.
Pegamos um grupo de mulheres (aproximadamente 50 indivíduos, idades variadas, nenhuma delas sendo mãe, afinal, não é bom meter mãe no meio).
Pegamos um grupo de homens com as mesmas características.
Então pegamos cada grupo e colocamos isolados em uma ilha diferente.
Agora vamos dar duas notícias a cada um dos grupos, as notícias são as mesmas e as seguintes:
a)    Houve uma praga que dizimou o cacau, portanto, acabou o chocolate no mundo.
b)    Apareceu um vírus que dizimou a população do sexo oposto na terra. Não há mais homens ou mulheres
Pois bem, em todas as minhas simulações os resultado é o seguinte:
Reações na Ilha dos homens
    - Acabou o chocolate: “É, pena...”; “Pôxa, lembra aquele chocolatinho que tinha quando a gente era pequeno?”; “Mas ainda tem outros doces né? Então tá beleza!”
    - Acabou mulher: Terror e Pânico! Alguns tentam suicídio, outros choram convulsivamente; uns tentam racionalizar dizendo “Não, dá pra sair dessa, vamos pesquisar, clonar...”; o cenário é desesperador.

Reações na Ilha das mulheres
    Acabou homem: “Pô, que chato hein?”; “Vou sentir saudade do meu pai.”; “Eu gostava tanto do meu vovozinho...”; “Bom, o negócio é tocar pra frente.” Algumas até comemoram. “Viram agora quem é o sexo fraco? Vamos mostrar que a gente não precisa deles pra nada mesmo!”
    Acabou chocolate: Pânico generalizado. Choro! Algumas ficam catatônicas, outras já pensam em gastar toda a fortuna na última barra de Lindt do mundo...
***
Pois é... Eu contei esse experimento pra alguns amigos e a reação foi que todos meus amigos homens concordaram com os resultados obtidos, e das minhas amigas, mais ou menos metade concordou. O que dá aproximadamente 75% de concordância.

Esse resultado me deixou satisfeito e triste...

... Alors, recentemente eu descobri esse livro, na verdade uma graphic-novel que trata desse mesmo assunto, Chama-se “Y – The last man” (A Panini está lançando uma versão traduzida aqui). Na estória um vírus dizima a população masculina do planeta, à excessão de um homem. Podemos ver então as diversas reações das sobreviventes. A questão é trabalhada com muito mais detalhe e estilo que na minha simulação (tosca, eu admito). Muito boa leitura, eu recomendo!

Nenhum comentário: