sexta-feira, 7 de maio de 2010

GLUTTONY

 Não sei bem o que dizer deste... No fim da linha todos pecados falam de uma coisa só: excesso. E a gula é exatamente isso, prejudicar pelo prazer. Mais exatamente SE prejudicar pelo prazer. Mas, da mesma forma que “a secret is something you tell somebody” (U2). Um pecado é alguma coisa que você FAZ. Às vezes tudo que a gente quer é um pouco de autodestruição, e às vezes tudo que a gente precisa é de um excesso. So, take care, kids.
Difícil compor essa lista. A única inteiramente brazuca!
Destaque para: Comer, comer. Onde se poderia imaginar que um grupo infantil que tinha o nome de um genocida, seus integrantes se vestiam de bárbaros mongóis e tinham um sotaque estranho faria sucesso? Os anos 80 eram bizarros mesmo...
Morena tropicana remonta a uma antiga teoria minha, a da correlação gastro-genital, como eu a chamo. Ao contrário dos americanos, a gente come quem a gente come. ;-) E meninas, antes que algumas de vocês fiquem ofendidas, lembrem-se de que é a boca que come a banana, e não vice-versa. :-D E viva a antropofagia!
1.    Comer, comer – Grupo Gengis Khan
2.    Feijoada completa – Chico Buarque
3.    Farofa – Sérgio Malandro
4.    Caldinho de mocotó – Genival Lacerda
5.    Você não entende nada – Caetano veloso
6.    Morena Tropicana – Alceu Valença
7.    Chocolate – Tim Maia

Só clicar. Voltamos já com ORGULHO!

Um comentário: