quarta-feira, 5 de maio de 2010

SLOTH

Uma vez eu estava zapeando em casa e parei num canal onde passava um filme nacional. A cena era a seguinte: a câmera passeia por uma cidadezinha do interior do nordeste, deserta, o sol está à pino, aparenta ser umas duas horas da tarde. A câmera passa pela igreja, atravessa a pracinha e entra numa venda. Na venda, pode-se ver salames, rapaduras e outros produtos pendurados no teto e a câmera pára sobre um senhor gordo, já de idade avançada, deitado sobre o balcão. O homem coloca a mão na boca, retira a sua dentadura e com ela raspa uma rapadura que se encontra pendurada sobre ele, aí finalmente ele devolve a dentadura à boca e volta ao seu cochilo com um sorriso satisfeito.
Nunca descobri de que filme é essa cena, mas nunca mais me esqueci dela. É a preguiça estampada. Aliás, quem tem preguiça de verdade diz PRIGUIÇA ou PRIGUISS.
O grande perigo da preguiça é quando o medo se disfarça de preguiça. O que é mais freqüente do que se pensa.
Destaque para Terceiro, do Ultraje a Rigor. Tudo bem que o Ultraje tem uma música chamada preguiça, mas eu não gosto muito dela, e o clipe de terceiro é muito legal.
1.    Three little birds – Bob Marley
2.    Tarde em Itapoã – Toquinho e Vinícius
3.    I don’t wanna dance – Eddy Grant
4.    Pennyroyal tea – Nirvana
5.    Mr. Brownstone – Guns n’ Roses
6.    Sossego – Tim Maia
7.    Terceiro – Ultraje a Rigor

É só clicar. Voltamos já com GULA!

2 comentários:

Roger disse...

Sloth é o bicho-preguiça. Preguiça mesmo é laziness. Só esclarecendo.

Carlos Peroni disse...

Sloth também é o nome classicamente adotado desse pecado capital. É inglês arcaico e é um sinonimo de laziness. Valeu!